Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Supermercados têm 5 dias para explicar alta no preço de alimentos

As multas podem ultrapassar R$10 milhões em casos concretos de abusos de preço.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Supermercados têm 5 dias para explicar alta no preço de alimentos
COMPARTILHE

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), ligada ao Ministério da Justiça, notificou, nesta quarta-feira (9), empresas de produção e distribuição de alimentos.

O arroz acumula alta de 19,25% no ano, chegando a dobrar em alguns lugares. Já o feijão, dependendo do tipo e da região, já tem inflação acima dos 30%, segundo dados do IBGE.

As companhias notificadas terão cinco dias para se posicionar sobre a alta no preço dos alimentos.

Em um comunicado à imprensa, segundo a revista Exame, a secretaria apontou:

“Diante do sensível aumento de preços de itens da cesta básica, em especial do arroz, a Secretaria Nacional do Consumidor decidiu notificar o setor produtivo e comercial para esclarecer as causas do aumento nos alimentos que compõem a cesta básica brasileira.”

E acrescentou

“Caso haja indícios concretos de abuso de preço, a Secretaria Nacional do Consumidor poderá investigar e sancionar administrativamente os incidentes como infrações aos direitos dos consumidores. As multas podem ultrapassar R$10 milhões.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM