Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Supremo considera ilegal a suspensão do Parlamento do Reino Unido

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Supremo considera ilegal a suspensão do Parlamento do Reino Unido

Anteriormente, o mais alto tribunal da Escócia já tinha considerado a suspensão ilegal.

A Suprema Corte do Reino Unido classificou, nesta terça-feira (24), como ilegal o pedido feito pelo premiê Boris Johnson para a rainha Elizabeth II de suspender o Parlamento.

Com a intenção de avançar o Brexit, Boris queria manter o Parlamento suspenso até poucos dias antes da data prevista para a saída britânica da União Europeia.

A decisão foi tomada de maneira unânime pelos 11 juízes que compõem a corte. A presidente do Tribunal, Lady Hale, declarou que “o efeito [da suspensão] sobre os fundamentos da democracia foi extremo”.

“A decisão de aconselhar sua majestade a prorrogar o Parlamento foi ilegal, porque teve o efeito de frustrar ou impedir o Parlamento de desempenhar suas funções constitucionais sem justificativa razoável”, declarou Lady Hale, segundo o site G1.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email