Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Supremo de Israel expulsa diretor da ONG Human Rights Watch

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Supremo de Israel expulsa diretor da ONG Human Rights Watch
COMPARTILHE

O membro da ONG disse que, se for expulso, Israel se juntará a uma lista de nações que inclui Irã, Coreia do Norte e Egito.

A Suprema Corte de Israel ratificou, nesta terça-feira (5), a decisão de expulsar o norte-americano Omar Shakir, diretor da ONG Human Rights Watch nos territórios israelenses e palestinos. 

Shakir foi acusado pelo governo do premiê Benjamin Netanyahu de apoiar uma campanha de boicote internacional contra o país do Oriente Médio.

A decisão final sobre o destino de Shakir agora pertence ao governo israelense, que já revogou em 2018 sua permissão de residência e de trabalho no país, informa o site Poder360.

Em abril do ano passado, um tribunal de primeira instância ordenou a deportação de Shakir com o argumento de que suas atividades contra uma suposta ocupação de territórios na Cisjordânia equivalem a um boicote a Israel.

Uma lei israelense que passou a valer em 2017 impede a entrada no país e prevê a deportação daqueles que apoiem publicamente o movimento Boicote, Desinvestimento e Sanções, conhecido pela sigla BDS, uma ação internacional contra Israel.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram