Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Supremo decide que voto impresso é inconstitucional

STF suspendeu trecho da minirreforma eleitoral de 2015, que previa a instalação de impressoras nas urnas.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

TSE informa que 1.956 urnas foram substituídas até 11h50
COMPARTILHE

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) chegou a conclusão que o voto impresso não encontra respaldo na Constituição Federal.

Por maioria, os ministros suspenderam trecho da minirreforma eleitoral de 2015 que permitia a impressão dos votos de determinada quantidade de eleitores para fins de verificação do resultado.

O STF referendou uma liminar concedida em junho de 2018, contra o voto impresso. O julgamento foi concluído na noite da última segunda-feira, 14 de setembro.

O relator do caso, ministro Gilmar Mendes, entendeu pela impossibilidade de colocar em prática a norma aprovada pelo Congresso Nacional.

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), destacou que até hoje não houve nenhuma comprovação de fraude nas eleições brasileiras, e que não se justifica a mudança para o voto impresso, destaca o jornal Correio Braziliense.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM