Português   English   Español
Português   English   Español

Surtos de dengue, febre amarela e outras doenças podem afetar Brumadinho

Surtos de dengue, febre amarela e outras doenças podem afetar Brumadinho
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O levantamento foi uma parceria entre o instituto e o Centro de Estudos e Pesquisas em Emergência de Desastres em Saúde (Cepes/Fiocruz).

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgado nesta terça-feira (5) alerta para o risco de surtos de dengue, febre amarela, esquistossomose e leptospirose na região afetada pelo rompimento da barragem em Brumadinho.

Além disso, pacientes com doenças crônicas como hipertensão e diabetes correm sérios riscos de agravamento no quadro de saúde.

O levantamento foi feito com base em informações locais, concedidas por secretarias de saúde da região, sistemas de dados públicos e estudos anteriores sobre outros desastres, como o rompimento da barragem em Mariana, também em Minas Gerais, ou as enchentes em Santa Catarina, em 2008.

O estudo destaca que a área de Brumadinho é endêmica para febre amarela e esquistossomose, transmitidos por mosquitos e caramujos, respectivamente, registra a Folha.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...