PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Suspeitas cercam empresa de vendedor que denunciou propina

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A empresa Davati Medical Supply LLC ganhou as manchetes dos jornais do Brasil.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A empresa americana Davati Medical Supply LLC ganhou as manchetes dos jornais do Brasil, na noite desta terça-feira (29), por ser a contratante do revendedor Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que denunciou ter recebido um pedido de propina durante uma suposta negociação com o governo federal para venda de doses da vacina AstraZeneca.

O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), correu para as redes sociais e anunciou a convocação de Dominguetti para prestar esclarecimentos no Senado Federal.

Mas é importante ressaltar que esta mesma empresa aparece em negócios obscuros no Canadá envolvendo a comercialização de imunizantes contra a Covid-19

A companhia em questão foi criada em 2017 e, em 2020, foi incorporada por um empresário americano de nome Herman Cárdenas

Todo o conteúdo do site da Davati foi produzido entre maio e junho de 2020, com erros grotescos de português. 

A empresa diz possuir licença para a venda do medicamento Remdesivir, no entanto, o fármaco é de propriedade da farmacêutica Gilead Sciences.

Foto: Bernard Chanta

Golpe no Canadá

De acordo com o jornal The StarPhoenix, a empresa enviou uma proposta para o governo da província de Saskatchewan, oferecendo doses de vacina Covid-19. 

Uma fundação local de apoio aos indígenas também manteve contatos com a Davati, que ofereceu milhões de doses de vacina da AstraZeneca.

No entanto, de acordo com a emissora CBC, a farmacêutica AstraZeneca disse que atualmente “não há fornecimento, venda ou distribuição do setor privado” de sua vacina.

A empresa disse ainda que estava investigando quaisquer relatórios de “vendas falsas” e compartilhando suas informações com as autoridades.

Foto: Reprodução / Twitter

Golpe no Brasil

Os negócios obscuros envolvendo a Davati Medical Supply LLC não estão restritos ao Canadá.

No dia 5 de maio passado, o site brasileiro 98Live publicou reportagem sobre um golpe que estava sendo montado contra prefeituras de Minas Gerais.

Representantes comerciais procuravam prefeituras, incluindo a da capital Belo Horizonte, oferecendo vacinas contra Covid-19. 

Para checar o esquema, o jornalista Lucas Regazzi se apresentou como representante da cidade fictícia, a “Juatuba do Norte”.

Então, um vendedor informou que, após apresentar uma LOI (Letter of Intent, ou Carta de Intenção), haveria uma avaliação pela empresa produtora de vacinas, justamente a Davati. 

De acordo com este suposto vendedor, a Davati estaria vendendo vacinas da Astra Zeneca.

Ainda na conversa, o vendedor afirmou que a vacina estava sendo produzida em parceria da Davati com a Universidade de Oxford e ofereceu 20 milhões de doses.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.