Tag cobrando explicações sobre atentado contra Bolsonaro viraliza

Idiomas:

Português   English   Español
#QuemMandouMatarBolsonaro viraliza no Twitter
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A hashtag #QuemMandouMatarBolsonaro chegou ao topo dos trending topics do Twitter no Brasil e é um dos assuntos mais comentados mundialmente na rede social na noite desta terça-feira (18).

A hashtag #QuemMandouMatarBolsonaro chegou ao topo dos assuntos mais comentados dos trending topics do Twitter brasileiro nesta noite de terça-feira.

Por volta das 22:00, a tag alcançou o primeiro lugar dos trending topics mundiais.

12 dias após o atentado contra o presidenciável Jair Bolsonaro, enquanto a grande mídia começa a tentar deixar o caso de lado, as redes sociais exigem uma investigação apropriada para o atentado contra o candidato direitista do PSL.

#QuemMandouMatarBolsonaro no primeiro lugar dos TTs
#QuemMandouMatarBolsonaro na primeira posição nos trending topics mundiais.

A tag viralizou logo após a divulgação da última pesquisa Ibope, que aponta o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, na liderança da corrida presidencial com 28%.

Segundo as últimas informações da Polícia Federal, reportadas pela Renova Mídia nesta terça-feira, a Polícia Federal vai instaurar um novo inquérito para investigar a participação de terceiros no atentado contra o presidenciável.

Após passar por dois procedimentos cirúrgicos, o estado de saúde de Bolsonaro está melhorando dia após dia.

Ao longo desta terça-feira, circularam fake news sobre um quadro preocupante de febre, desmentidos rapidamente pelo general Augusto Heleno.

O general da reserva e vice da chapa presidencial do PSL, Hamilton Mourão, visitou o candidato recentemente e demonstrou otimismo. Para o militar, Bolsonaro deve receber alta médica no fim de semana.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque