Tailândia executa bandido que matou cidadão para roubar celular

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A Tailândia executou um condenado à morte, algo que não ocorria desde 2009, confirmou nesta terça-feira (19) o ministério da Justiça.

“A pena de morte segue em vigor, nós ainda não a suprimimos”, apesar de ser a primeira execução desde 2009, disse Tawatchai Thaikaew, alto funcionário do ministério da Justiça.

Theerasak Longji, um homem de 26 anos condenado por assassinato, foi executado com injeção letal na segunda-feira (18), segundo a administração penitenciária.

Em 2012, o bandido deu 24 facadas em sua vítima para roubar um telefone celular e dinheiro.

Sua condenação foi confirmada em última instância pelo Supremo Tribunal.

Desde 1935, o total de 325 condenados foram executados na Tailândia, incluindo 319 fuzilados.

Em 2003, o país asiático optou pelas injeções letais e reduziu o ritmo das execuções.

 

Com informações de BOL

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.