Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Tarcísio tem reunião com fundo de investimentos de Soros nos EUA

Tarcísio tem reunião com fundo de investimentos de Soros nos EUA
COMPARTILHE

“O nosso trabalho é atrair esse mercado, formado por grandes players globais”, disse o ministro Tarcísio.

Na última semana, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, se reuniu em Nova York, nos Estados Unidos, com possíveis investidores para os ambiciosos planos de infraestrutura do governo Jair Bolsonaro.

O resultado do roadshow mostra, mais uma vez, segundo o ministro, que existe um interesse claro dos investidores estrangeiros no Brasil. Tarcísio declarou:

“O nosso trabalho é atrair esse mercado, formado por grandes players globais, que têm reconhecido nossos esforços para transformar o ambiente de negócios e criar as condições para um ciclo virtuoso da nossa economia.”

Ao todo, segundo o site do Ministério da Infraestrutura, Tarcísio participou de 21 reuniões com 68 representantes de fundos, bancos tradicionais, bancos de investimento, associações, empresas, escritórios especializados, agências de risco e investidores individuais, que, somados, representam um mercado de mais de US$ 2 trilhões, superando, em valores, o PIB brasileiro de 2018.

Algumas das maiores instituições do mundo, como Citibank, JP Morgan, Morgan Stanley, Dentons, Soros Fund Management, ACG, Global Infrastructure Partners (GIP), receberam a comitiva do governo brasileiro, liderada pelo ministro, totalizando mais de 50 horas de diálogo sobre as perspectivas de crescimento da economia do país.

De acordo com tuíte publicado pelo perfil oficial do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), órgão do Ministério da Casa Civil, o encontro “one-on-one” com o fundo de investimentos do bilionário globalista George Soros aconteceu na última quinta-feira, 19 de setembro.

Alguns usuários das redes sociais apontarem a incoerência de um encontro do governo brasileiro com o fundo de Soros, principalmente após o discurso patriótico e anti-globalista de Bolsonaro na 74.ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

Na manhã desta quinta-feira, 26 de setembro, o tuíte foi excluído do perfil oficial do PPI, mas uma cópia do mesmo pode ser vista abaixo.

Print do tuíte excluído pelo PPI após insatisfação nas redes sociais.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE