Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

TCU diz que COAF não pode investigar Greenwald

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
TCU diz que COAF não pode investigar Greenwald

Uma possível investigação do COAF sobre as finanças de Greenwald segue preocupando membros do TCU.

O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) mandou suspender, nesta quarta-feira (10), qualquer investigação, se estiver em curso, sobre as movimentações financeiras do ativista norte-americano Glenn Greenwald, cofundador do site panfletário Intercept.

Para o TCU, não cabe ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) investigar Greenwald, além de ser uma afronta à liberdade de expressão e uma retaliação à imprensa, informa o jornal Gazeta do Povo.

Em seu ofício, o Subprocurador-geral do MP, Lucas Rocha Furtado, escreveu:

“Somente em uma republiqueta de bananas – o que o Brasil não quer ser – seria correto usar o aparelho estatal para perseguir qualquer pessoa que contrariasse, com sua atividade profissional, o interesse dos ocupantes momentâneos do poder estatal.”

No último fim de semana, o TCU havia dado 24 horas para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do COAF, Roberto Leonel de Oliveira, esclarecessem se o jornalista estava sendo investigado.

Nesta terça-feira (9), Guedes afirmou que “não tem conhecimento sobre ‘os fatos noticiados nos autos’” e ressaltou que respeita a “autonomia técnica” do COAF.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email