- PUBLICIDADE -

Teich rejeita convite para ser Conselheiro no Ministério da Saúde

Teich pede para lockdown nao ser tratado de forma radical
Imagem: Divulgação/Ministério da Saúde
- PUBLICIDADE -

“Não seria coerente ter deixado o cargo de Ministro da Saúde na semana passada e aceitar a posição”, diz Teich.

O médico oncologista e ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, recusou, neste sábado (23), o convite do general Eduardo Pazuello para ser Conselheiro no Ministério em meio à pandemia de coronavírus.

Pazuello ocupa o posto de ministro interino desde que Teich deixou o cargo — com menos de 30 dias no governo.

Em seu perfil no no Twitter, Teich agradeceu o convite, mas recusou:

“Agradeço ao Ministro Interino Eduardo Pazuello pelo convite para ser Conselheiro do Ministério da Saúde, mas não seria coerente ter deixado o cargo de Ministro da Saúde na semana passada e aceitar a posição de Conselheiro na semana seguinte.”

Também disse que tinha a proposta de adotar um modelo de gestão mais técnico:

“Quando assumi o MS, o objetivo era trazer um modelo de gestão mais técnica, que aumentasse a eficiência do Sistema e melhorasse o nível de saúde da sociedade. Ser mais técnico não significa apenas uma condução médica mais técnica. Isso seria tratar o problema de forma simplista.

Uma condução técnica do Sistema de Saúde significa uma gestão onde estratégia, planejamento, metas e ações são baseadas em informações amplas e precisas, acompanhadas continuadamente através de indicadores.”

Teich finaliza desejando sucesso a Pazuello:

“Desejo ao Ministro Interino Eduardo Pazuello todo o sucesso na condução do Ministério da Saúde e estou à disposição para que a transição aconteça da melhor forma possível.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -