Português   English   Español

Canal infantil estimula casamento entre alemãs e migrantes

alema

Um programa transmitido pelo canal infantil alemão KIKA provocou controvérsia no país ao promover relacionamento entre adolescente alemã e migrante da Síria.

O filme havia sido exibido em novembro de 2017, mas ganhou relevância depois que uma garota alemã foi assassinada por um imigrante no mês passado e outra quase foi afogada pelo seu namorado também imigrante.

O canal infantil KIKA exibiu um programa sobre uma menina alemã de 16 anos, Malvina, que se apaixonou por um migrante muçulmano sírio chamado Diaa. Na primeira vez que foi transmitido, a idade de Diaa era 17 anos, mas depois a rede de televisão corrigiu a idade para 19.

Entretanto, Diaa aparenta ser muito mais velho. Ele já possui uma barba cheia e claramente não parece um adolescente. Pelo contrário, ele aparenta ter uma idade superior aos 25 anos.

Diaa também não permite que Malvina abrace outros meninos, coma porco ou use saias curtas. O migrante muçulmano diz:

Não posso aceitar que minha esposa se vista assim. Eu quero me casar com ela o mais rápido possível, e então ela será minha.

O programa mostra uma história de amor claramente desigual entre uma ingênua jovem alemã e um migrante com tradicionais costumes islâmicos. Este show tinha tudo para mostra um claro exemplo de como um relacionamento ocidental entre um homem e uma garota não deveria ser: com base na submissão, opressão e desigualdade.

Afinal, o imigrante sírio é muito mais velho do que a garota e claramente busca o casamento para firmar seu domínio sobre ela.

O canal infantil KIKA está implicitamente endossando casamentos infantis na Alemanha e isso é preocupante.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário

Veja também...