Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Tem que vender o Banco do Brasil, diz Guedes

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Paulo Guedes sugere demissão de grevistas da Petrobras
COMPARTILHE

“O Banco do Brasil não é tatu nem cobra. Porque ele não é privado, nem público”, disse Guedes.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comentou sobre uma possível privatização do Banco do Brasil durante a reunião ministerial do dia 22 de abril.

A declaração de Guedes está presente em vídeo divulgado, nesta sexta-feira (22), pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello.

Ao falar sobre acesso a mercados, em resposta à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, Guedes declarou:

“O Banco do Brasil não é tatu nem cobra. Porque ele não é privado, nem público. Então se for apertar o Rubem, coitado. Ele é super liberal, mas se apertar ele e falar: ‘bota o juro baixo’, ele: ‘não posso, senão a turma, os privados, meus minoritários, me apertam.’ Aí se falar assim: ‘bota o juro alto’, ele: ‘não posso, porque senão o governo me aperta’.”

“O Banco do Brasil é um caso pronto de privatização”, acrescentou Guedes.

O ministro da Economia emendou:

“É um caso pronto e a gente não tá dando esse passo. Senhor já notou que o BNDES e o … e o … e a Caixa que são nossos, públicos, a gente faz o que a gente quer. Banco do Brasil a gente não consegue fazer nada e tem um liberal lá. Então tem que vender essa porra logo”.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram