- PUBLICIDADE -

Temer estuda retirar controle do Museu Nacional da UFRJ

- PUBLICIDADE -

O presidente Michel Temer avalia editar uma medida provisória para desvincular o Museu Nacional da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), atual responsável pela administração do prédio incendiado.

A ideia em estudo é que a gestão da instituição cultural passe para as mãos do Ministério da Educação, que teria, na opinião do governo federal, melhores condições para conduzir a recuperação do prédio histórico após a destruição com o fogo domingo (2).

O argumento do Palácio do Planalto tem sido o de que a direção da instituição de ensino não tem gerido de maneira adequada os recursos repassados e de que essa possível alteração poderá facilitar parcerias com a iniciativa privada para agilizar a recuperação do museu.

Renova Mídia falou sobre este assunto dias atrás durante a intensa cobertura do incêndio que devastou o Museu Nacional, no Rio de Janeiro.

A possibilidade de mudança, contudo, ainda enfrenta receio no Ministério da Educação. O temor é o de que outras universidades federais que administram museus no país reajam mal à iniciativa e iniciem uma série de protestos e paralisações.

O plano de alteração da gestão da UFRJ ocorre após divergência pública entre o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o reitor da UFRJ, Roberto Leher, criticado por assessores presidenciais por tentar politizar o caso do incêndio.

Adaptado da fonte Gazeta do Povo
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -