Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Temer levanta possibilidade de rever política de preços da Petrobras

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Frequentes e até diários reajustes nos preços dos combustíveis estão entre os principais fatores por trás da greve dos caminhoneiros.

O presidente Michel Temer admitiu em entrevista à TV Brasil, nesta terça-feira (29), que o governo pode reexaminar a política dos preços de combustíveis da Petrobras. Segundo relatos da imprensa, conversas já estão em andamento entre o governo e a estatal petrolífera.

Temer declarou:

Convenhamos, a Petrobras se recuperou ao longo destes dois anos. Estava em uma situação, digamos, economicamente desastrosa há muito tempo. Mas nós não queremos alterar a política da Petrobras. Nós podemos reexaminá-la, mas com muito cuidado.

Os frequentes reajustes nos preços dos combustíveis, inclusive diários, foram um dos principais motivos da greve dos caminhoneiros. Desde julho do ano passado, a Petrobras realiza os reajustes com base no dólar e na variação internacional do preço do barril de petróleo.

Em meio à greve dos caminhoneiros e após o anunciou da redução do preço do litro do óleo diesel pelo governo, a Petrobras perdeu mais de 120 bilhões de reais em valor de mercado nos últimos dias, refletindo temores quanto a uma interferência na política de preços da estatal.

Com informações do BOL

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email