Português   English   Español

Temer alerta para tensão e pede derrota de Lulas nas urnas

This handout picture released by the Brazilian Presidency on February 3, 2017 shows Brazil's President Michel Temer (L) giving his condolences to former president Luis Inacio Lula da Silva after the death of Lula's wife Marisa Leticia at the Sirio-Libanes Hospital in Sao Paulo. The wife of Brazil's embattled former president Luiz Inacio Lula da Silva died on February 2, a week after she was hospitalized with a brain hemorrhage, doctors in Sao Paulo said. / AFP PHOTO / BRAZILIAN PRESIDENCY / Beto Barata / RESTRICTED TO EDITORIAL USE - MANDATORY CREDIT "AFP PHOTO /BETO BARATA/BRAZILIAN PRESIDENCY " - NO MARKETING - NO ADVERTISING CAMPAIGNS - DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTS ORG XMIT: NAL003

Em entrevista para rádio de São Paulo, Temer disse achar melhor que Lula fosse derrotado nas urnas na eleição presidencial deste ano.

Em entrevista ao vivo ao programa Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, o presidente Michel Temer declarou:

A sua não participação tensiona o país e temos de distensionar as relações. Eu, pessoalmente, acharia, sobre o foco político, que se ele participasse e fosse derrotado, seria melhor ao país.

Temer evitou fazer considerações jurídicas sobre a condenação de Lula e também não quis falar sobre quem será o candidato oficial do governo à Presidência da República.

De acordo com informações do Estadão, Temer acrescentou:

De certa forma, a não participação de Lula na eleição tensiona o País. A figura do Lula é de muito carisma, não dá para dizer que ele está morto politicamente.

O presidente minimizou o fato de existirem duas pré-candidaturas à Presidência ligadas à sua gestão: uma do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e outra do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD). “Não atrapalha“, disse.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter