Português   English   Español

Terroristas do Hamas criticam intenção de Bolsonaro em mudar embaixada

Terroristas do Hamas criticam intenção de Bolsonaro em mudar embaixada

Anúncio do presidente eleito do Brasil causou reações adversas nos inimigos de Israel.

Os Territórios Palestinos possuem sérios conflitos internos entre o Fatah, partido do presidente Mahmoud Abbas e que controla a Cisjordânia, e o Hamas, grupo político-militar que governa a Faixa de Gaza.

Mas assim como fizeram com Donald Trump, eles estão se unindo para criticar a decisão do presidente eleito Jair Bolsonaro em mudar a embaixada brasileira para Jerusalém no ano que vem.

O porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri, veio a público pedir que o futuro líder do Brasil não leve adiante esse projeto.

“Rejeitamos a decisão do presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, de mover a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém e pedimos que ele abandone sua decisão”, disse a nota publicada em rede social.

O Hamas é considerado um grupo terrorista pelos Estados Unidos, União Europeia e Israel.

Hanane Achraoui, uma das principais lideranças do Fatah, subiu o tom. “Trata-se de uma medida provocadora, que é ilegal diante do direito internacional e que não faz nada mais que desestabilizar a região”, disse à agência de notícias internacionais AFP.

 

Adaptado da fonte Gospel Prime

Deixe seu comentário

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter