Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Tesoureiro da campanha de Haddad é acusado de caixa 2

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Tesoureiro da campanha de Haddad é acusado de caixa 2

O presidenciável Fernando Haddad (PT) nomeou como tesoureiro de sua campanha ao Planalto seu ex-secretário Francisco Macena.

Os dois petistas são alvo de inquérito da Polícia Federal que apura suposto uso de caixa 2 na eleição dele à Prefeitura de São Paulo em 2012.

A acusação foi feita pela empresária Mônica Moura, mulher do marqueteiro João Santana.

Em delação premiada, ela relatou reunião com Antonio Palocci, João Vaccari e Francisco Macena na qual ficou combinado que, da conta de R$ 30 milhões no 1.º turno, R$ 10 milhões seriam pagos por fora pela Odebrecht.

Fernando Haddad oficializou Macena como administrador financeiro da sua atual campanha dois dias depois de Lula indicá-lo como candidato ao Planalto.

Na colaboração, Mônica afirmou que tanto ele quanto Haddad sabiam dos pagamentos em caixa 2.

A assessoria de Haddad diz que “não há depoimento ou registro de qualquer declaração nesse sentido. Há apenas presunções, ilações, sem base objetiva. O então prefeito não só não participou como jamais teve ciência de tais negociações. Não houve qualquer indicativo de tratativas por fora”.

 

Adaptado da fonte Estadão

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email