Português   English   Español

Testemunha acusa vereador e miliciano por morte de Marielle Franco

marielle

Uma testemunha envolveu o vereador Marcello Siciliano e o miliciano Orlando Oliveira de Araújo na execução da vereadora Marielle Franco.

Segundo a testemunha, Siciliano e Araújo, atualmente detido, estavam irritados com as ações comunitárias de Marielle na zona oeste do Rio de Janeiro, onde o vereador tem interesses eleitorais e o ex-policial dirigia uma milícia.

Araújo “era uma espécie de capataz” de Siciliano, disse a testemunha, que teria trabalhado como segurança do miliciano e citou datas e locais dos encontros entre o ex-policial e o vereador.

De acordo com informações do BOL:

Preso no ano passado, Araújo teria ordenado a morte de Marielle de sua cela, afirma a testemunha.

Siciliano manifestou à AFP seu “total repúdio à acusação de que eu queria a morte de Marielle Franco”. Esta acusação “é totalmente falsa, não conheço “Orlando da Curicica” e acho uma covardia tentarem me incriminar dessa forma”.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...