Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Cidade do Texas remove estátua de gorila por ser “racialmente insensível”

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

A cidade de Corsicana, no Texas, retirou esta semana uma popular estátua de gorila de um parque infantil depois que algumas pessoas se queixaram de que ela era “racialmente insensível”.

Um memorial improvisado apareceu na terça-feira (27) no lugar onde o gorila “Dobby” marcou presença nos últimos 19 anos. Uma página do Facebook chamada “In Memory Of Dobby” atingiu mais de 1.100 seguidores. Uma petição criada no site Change pedindo que a estátua fosse recolocada já garantiu mais de 2.300 assinaturas.

Durante a realização de uma vigília à luz de velas na noite de quarta-feira (28), um manifestante sentou-se dentro da gaiola, prometendo permanecer até que a estátua fosse devolvida, informou uma afiliada local da CBS.

I was there and you didn’t even know it.

Posted by In memory of Dobby on Wednesday, February 28, 2018

Em resposta à remoção da estátua, um membro do conselho da prefeitura de Corsicana, Jeff Smith, anunciou no Facebook na quarta-feira (28) que a cidade devolveria o gorila ao parque “assim que possível“.

O prefeito da cidade, Don Denbow, informou em uma carta divulgada aos jornalistas:

Isso foi levado à nossa atenção por alguns cidadãos. As circunstâncias foram avaliadas e determinadas como válidas. Não foi possível deixar o gorila sem a gaiola por razões de segurança. A estátua era pesada e estava inicialmente enjaulada para proteger as crianças. A gaiola será deixada e transformada em um brinquedo de escalada. A cidade analisará a substituição da estátua no futuro.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.