Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

The Economist correlaciona aborto com redução na violência

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
The Economist correlaciona aborto com redução na violência

“Maior acesso ao aborto pode ter reduzido a taxa de criminalidade nos Estados Unidos” é o título da matéria publicada pela revista “The Economist” na última segunda-feira (27).

Em um texto claramente favorável ao aborto, a publicação britânica, que costuma atacar duramente políticos direitistas como Donald Trump e Jair Bolsonaro, compartilha dados de um novo estudo apontando “que taxas mais altas de aborto diminuem o crime futuro em até 20%”.

“Restringir o acesso a abortos significa que mais pais que não querem criar filhos seriam obrigados a fazê-lo. Uma pesquisa recente sugere que isso poderia reverter décadas de progresso feito na contenção do crime na América”, diz a revista, citando um artigo escrito pelos economistas John Donahue e Steven Levitt.

“Estudos anteriores também mostraram que crianças nascidas de mulheres que queriam um aborto, mas não conseguiram fazê-lo, tinham uma propensão muito maior a se tornarem criminosas e tinham perspectivas de vida mais pobres do que aquelas que nasceram de pais preparados e dispostos a criá-las”, acrescenta o texto do The Economist.

Enquanto a velha imprensa segue tentando impulsionar a narrativa pró-aborto, uma onda pró-vida segue se expandindo pelos Estados Unidos.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias