‘The Economist’ falha ao tentar emplacar narrativa de fronteiras abertas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A publicação inglesa The Economist, poderoso componente da grande mídia global, publicou uma enquete nesta terça-feira (5) no Twitter em busca de estimular uma narrativa pró-imigração com a hashtag #OpenFuture. A estratégia não saiu como o esperado.

A pesquisa do The Economist perguntou: “Em geral, que efeito você acha que a migração tem em seu país?” e incluiu a hashtag #OpenFuture.

Até o momento da publicação desta matéria, 43 mil pessoas já votaram.

A alternativa vencedora diz que a migração causa um efeito prejudicial ao país que recebe os imigrantes.

Logo após a pesquisa, deixando claro o viés por trás da campanha, o The Economist propagou um link para um artigo em seu site intitulado “Como convencer os céticos do valor da imigração?”, juntamente com uma imagem com a seguinte legenda:

A abertura aos recém-chegados é moralmente correta, economicamente benéfica e culturalmente enriquecedora.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.