Português   English   Español

‘The Washington Post’ ataca Bolsonaro na véspera das eleições

O jornal americano, que é um crítico ferrenho de Donald Trump, disse que Jair Bolsonaro apoia “campanha do medo” e usa “fatos alternativos” nas redes sociais a seu favor.

Às vésperas das eleições, o jornal americano The Washington Post comparou mais uma vez o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Segundo o Post, Bolsonaro lidera as pesquisas de intenção de voto com uma campanha de ataque à imprensa tradicional e criação de “fatos alternativos” na internet, além de apoiar “a campanha do medo”.

O jornal do globalista Jeff Bezos afirmou:

O Brasil há anos revelou sua imagem de sociedade pós-racial de esquerda. Agora, Jair Bolsonaro – um forasteiro de extrema direita que diz que ‘ama’ o presidente Trump – avançou na eleição presidencial de domingo, dividindo fortemente a maior nação da América Latina.

E acrescentou:

Bolsonaro abraçou a política do medo. Ele demoniza seus adversários à esquerda como corruptos, ineptos radicais e seus inimigos à direita como centristas fracos incapazes de representar a causa conservadora.

O jornal ainda compara o uso das redes sociais pelo candidato do PSL à campanha de Donald Trump em 2016, com “legiões de seguidores leais”.

“Seus comícios tornaram-se saídas para os homens brancos abalados pela mudança social e econômica”, afirma o The Washington Post.

O dono do jornal é o bilionário Jeff Bezos, que também controla a gigante Amazon. Nos últimos anos, o globalista tem lançado uma intensa campanha contra o presidente Donald Trump e contra sua agenda conservadora.

Adaptado da fonte VEJA

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter