Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Tifanny quer cota de trans na Superliga de Vôlei Feminino

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Atleta da equipe do Bauru defende esquema de pontuação para jogadores transexuais, com o objetivo de “equilibrar” as competições.

Tifanny Abreu, do Vôlei Bauru, descartou a criação de uma liga exclusiva para trans, mas apontou o sistema de cotas como uma solução para evitar a exclusão de atletas que vivem na mesma situação que ela:

“Nós temos cotas para jogadoras estrangeiras e por que não uma cota para jogadoras trans? Nós temos pontuação para uma jogadora olímpica e por que não uma pontuação para jogadoras trans? Se ela for boa o suficiente, vai ter a sua pontuação. Se ela não for boa, vai ter a sua cota”, declarou Tifanny.

Para Tifanny, ao invés de incluir, a proposta de criar uma liga apenas para transexuais acaba por excluir ainda mais os atletas desta condição do esporte.

Não tem trans suficiente para jogar, não tem lésbica suficiente para jogar, não tem gay suficiente para jogar uma liga forte. Nós vivemos em uma comunidade com todos juntos, é a única forma de vivermos todos em paz.

Nas últimas semanas, algumas jogadoras criticaram publicamente a participação de Tiffany na Superliga de Vôlei Feminino, com destaque para Tandara, atleta da seleção brasileira.

Com informações de: [GloboEsporte]
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.