Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Toffoli arquiva inquéritos abertos com base em delação de Cabral

Em delação, Cabral citou dezenas de autoridades do mundo da política e do Judiciário

Tarciso Morais

Tarciso Morais

‘Nos comunicamos mal’, diz Toffoli sobre Poder Judiciário
COMPARTILHE

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, decidiu arquivar 12 inquéritos que haviam sido abertos com base na delação premiada de Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro.

O acordo de colaboração premiada de Cabral foi fechado com a Polícia Federal (PF).

As decisões foram tomadas por Toffoli antes de o ministro deixar o comando do STF, na semana passada, destaca a rádio Jovem Pan.

No início do ano, o relator da operação “Lava Jato” no STF, ministro Edson Fachin, decidiu validar o acordo de colaboração premiada firmado por Cabral com a PF.

O acordo foi homologado pelo STF por envolver autoridades com prerrogativa de foro privilegiado, como ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e políticos.

O acordo de Cabral com a PF foi contestado pela Procuradoria Geral da República (PGR) desde o início. De acordo com a Procuradoria, Cabral não apresentou fatos novos.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.