Toffoli cometeu ‘flagrante crime de responsabilidade’, diz Janaina

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Para mim, é flagrante crime de responsabilidade”, disse Janaina sobre Toffoli.

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) explicou, neste domingo (22), o motivo de ter protocolado o pedido de impeachment do ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), no Senado Federal

Em entrevista ao jornal O Globo, Janaina disse que “Toffoli instaurou um inquérito sigiloso para investigar qualquer um que fale contra o Supremo e distribuiu esse inquérito à revelia das regras de distribuição; pediu para recolher uma revista e na sequência suspendeu todas as apurações instauradas em informações do COAF e da Receita Federal”. 

A parlamentar acrescentou que o ministro “usou o poder dele de maneira absolutamente fora do padrão e, no caso da instauração do inquérito, se valendo da condição de presidente da Corte”.

Janaina considerou que o comportamento do presidente do STF é um “flagrante crime de responsabilidade”:

“Para mim, é flagrante crime de responsabilidade, que se agrava quando a gente constata por força de notícias de que havia movimentações suspeitas por parte dele e da família dele e também do ministro Gilmar Mendes e da sua família.”

Ela acrescentou:

“Não estou dizendo que essas movimentações existam e que, eventualmente, haja algo ilícito, mas uma autoridade não pode usar o seu poder, usar uma roupagem de ação institucional para se blindar.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.