Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Toffoli nega pedido de Witzel para reassumir governo do Rio

Witzel está afastado do cargo desde 29 de agosto, por decisão do ministro do STJ.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Deputados pró-Bolsonaro obtêm liminar contra decisão de Witzel
Imagem: Tomaz Silva/Agência EBC
COMPARTILHE

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, rejeitou, nesta quarta-feira (9), um pedido da defesa de Wilson Witzel (PSC).

Witzel tentava suspender a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que o afastou do governo do Rio de Janeiro

O afastamento de Witzel tem uma validade inicial de 180 dias, prazo que começou a contar em 29 de agosto.

O governador é acusado pela Procuradoria Geral da República (PGR) de integrar organização criminosa que praticava crimes de corrupção e lavagem de dinheiro a partir de contratos do governo do Rio. 

Witzel não é réu, mas pode se tornar caso a Justiça aceite a denúncia.

Toffoli considerou que a decisão da Corte Especial do STJ que confirmou o afastamento de Witzel substituiu a ordem do ministro Benedito Gonçalves. Assim, ele entende que o recurso já não é pertinente, destaca o site Poder360.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.