Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Toffoli suspende decisão que comprometia venda de ativos da Petrobras

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Toffoli suspende decisão que comprometia venda de ativos da Petrobras
COMPARTILHE

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, suspendeu a decisão individual do colega Marco Aurélio que dificultava a venda de parte dos ativos da Petrobras.

O pedido de suspensão foi feito pela Advocacia-Geral da União (AGU).

A decisão de Marco Aurélio foi proferida no dia 19 de dezembro do ano passado, no início do período de recesso no Supremo.

O ministro atendeu a uma solicitação liminar feita pelo PT para suspender a vigência do Decreto 9.355/2018, editado pelo ex-presidente Michel Temer em abril do ano passado, que estabeleceu regras para a venda dos direitos de exploração de campos de petróleo e gás e das empresas subsidiárias da estatal.

Ao analisar o recurso da AGU, Dias Toffoli entendeu que decisão do colega prejudica a empresa e impede, por exemplo, a formação de uma joint venture (parceria) com outras empresas do setor de óleo e gás.

Na avaliação do presidente do STF, as parcerias são indispensáveis para o compartilhamento de riscos da atividade complexa exercida pela Petrobras, informa o “Correio do Povo”.

A liminar de Toffoli terá validade até 27 de fevereiro, quando do plenário da Corte deverá decidir se a decisão será referendada pelos demais integrantes da Corte.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram