Português   English   Español

Toffoli tenta reduzir impacto do reajuste salarial de ministros do STF

Toffoli tenta reduzir impacto do reajuste salarial de ministros do STF

Bolsonaro disse que ‘não é o momento’ para recomposição salarial. Reajuste para ministros do Supremo foi aprovada pelo Senado nesta quarta. Temer precisa aprovar a medida.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, deve apresentar à equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro um relatório com dados sobre o reajuste nos salários dos ministros do tribunal, segundo informações do G1.

Toffoli também pretende agir para acelerar o julgamento sobre a legalidade do auxílio-moradia para magistrados, já que o fim do benefício é uma das alternativas para reduzir o impacto do reajuste, aprovado pelo Senado nesta quarta-feira (7), conforme noticiou a Renova Mídia.

Mesmo depois de o Senado ter aprovado o reajuste, a intenção de Toffoli é tentar vencer resistências do presidente eleito com a recomposição salarial dos ministros e convencer o novo governo de que é possível minimizar o impacto nos cofres da União.

A decisão de enviar dados a Bolsonaro foi tomada após encontro entre os dois no Supremo nesta quarta, antes da aprovação da proposta no Senado. Até então, o presidente eleito havia saído da breve reunião falando em “harmonia“.

Deixe seu comentário

Veja também...