Português   English   Español

Toffoli volta a defender medidas para redução da população carcerária

“Nem na Idade Média havia encarceramento como hoje no Brasil”, diz o ministro Toffoli.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, voltou a defender medidas para diminuir a população carcerária do Brasil. Ele afirmou que nem na Idade Média havia uma filosofia de encarceramento como há hoje no País.

Durante um evento sobre os 30 anos da Constituição, segundo informações do Valor Econômico, Toffoli afirmou:

Nós devemos odiar o pecado, mas não devemos odiar o pecador. Nós temos que sancionar aquele que cometeu o ilícito, mas não odiá-lo. Não vilipendiar aquela dignidade que ele possui.

Desde que assumiu o STF e o comando do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em setembro, Toffoli tem firmado acordos com o Ministério da Segurança Pública para reforçar a adoção de penas alternativas e dar mais dignidade à população carcerária do país.

As medidas contrariam a política defendida pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, que é favorável ao endurecimento das penas.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter