Português   English   Español
Português   English   Español

Toneladas de peixes mortos retirados da Lagoa Rodrigo de Freitas

Toneladas de peixes mortos retirados da Lagoa Rodrigo de Freitas
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A grande quantidade de peixes boiando chamou atenção de quem passava pelo local.

A Comlurb retirou 21,8 toneladas de peixes mortos da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, até o fim da manhã desta sexta-feira (21).

Na manhã de quinta-feira (20), uma grande quantidade de peixes mortos boiando chamou a atenção de quem passava pelo local.

O biólogo Mario Moscatelli disse que as mortes dos peixes podem ter sido causadas por um conjunto de fatores:

A princípio, você tem lançamento de esgoto, tem o canal do Jardim de Alah que está assoreado e não está havendo troca de água. E esse maçarico ligado. Eu já entrei aqui dentro da água e a água parece banho-maria. Não tem oxigênio para os peixes e o bicho está morrendo.

Para o biólogo David Zee, o risco desta mortandade era iminente dado o calor excessivo.

Segundo ele, a água poluída da Lagoa funciona como alimento para o crescimento acelerado e anormal de microalgas, e o aumento das horas de insolação torna esse processo ainda mais rápido.

Peixes mortos na Lagoa Rodrigo de Freitas — Foto: Marcos Serra Lima/G1
Adaptado da fonte G1

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!