Traficantes no Rio aceitavam pagamento em criptomoedas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Traficantes do Rio aceitavam criptomoedas como pagamento por drogas.

Quatorze pessoas foram presas na operação “Batutinhas”, que mirou traficantes responsáveis por um serviço de entrega de drogas em áreas nobres da Zona Sul e da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

A operação foi lançada pela Polícia Civil do RJ e o Ministério Público do Rio (MPRJ) na última sexta-feira (17).

O homem apontado como chefe da quadrilha, Alluan Araújo, cujo apelido é “Alfafa”, foi preso em Laranjeiras.

A quadrilha atendia por WhatsApp e aceitava pagamentos em criptomoedas para tentar driblar os órgãos de controle, apontam as investigações.

Agentes saíram para cumprir 18 mandados de prisão e 31 de busca e apreensão no total. 

Os alvos da operação já foram denunciados e viraram réus por associação ao tráfico de drogas, segundo o portal G1.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.