Transferência de R$ 83,9 milhões do Bolsa Família é revogada

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

TCU chegou a abrir investigação para apurar o remanejamento, que poderia caracterizar drible nas regras fiscais.

O governo Jair Bolsonaro publicou, nesta terça-feira (9), uma edição extra do Diário Oficial da União para revogar¹ portaria do Ministério da Economia que tirou R$ 83,9 milhões do orçamento do Bolsa Família.

O montante seria transferido para a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência (Secom), que usaria a verba para ampliar gastos com publicidade.

O repasse, que havia sido assinado na última semana pelo secretário de Fazenda da Economia, Waldery Rodrigues, ganhou visibilidade após reportagem de um veículo de imprensa.

O remanejamento atingiu os recursos previstos para a região Nordeste do Brasil e causou críticas no Congresso Nacional por ocorrer durante a pandemia do coronavírus.

A portaria desta terça-feira, que revoga a anterior, também é assinada pelo secretário Waldery Rodrigues.

Referências: [1]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.