Português   English   Español
Português   English   Español

Tratado de extradição entre Brasil e Argentina passará por revisão

Tratado de extradição entre Brasil e Argentina passará por revisão
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Sergio Moro usou a fuga do terrorista Battisti do país como justificativa para revisão do tratado entre os dois países.

O ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou nesta quarta-feira (16) que Brasil e Argentina assinarão uma revisão do tratado de extradição entre os dois países para acelerar o processo.

Moro falou brevemente com a imprensa após se encontrar com os ministros argentinos, Germán Garavano (Justiça) e Patrícia Bullrich (Segurança), no Palácio do Planalto, em Brasília.

Segundo Moro, esta revisão do tratado de extradição entre os dois países “será adiantado” e dará celeridade aos processos jurídicos entre as nações.

“Às vezes tem uma situação urgente. Precisa prender o cara. E, se você seguir o canal diplomático, acontece igual o Battisti”, disse Moro à imprensa, segundo o “Correio Braziliense“.

O tratado de extradição entre o Brasil e a Argentina foi assinado em 1961 e o decreto de aprovação, promulgado em 1968, registra a agência “EBC“.

Os ministros do País vizinho vieram com o presidente argentino, Maurício Macri. Eles chegaram ao Brasil nesta quarta para reuniões com o presidente Jair Bolsonaro.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!