Português   English   Español

TRE suspende vídeo que mostra candidata PM neutralizando bandido

ka

O juiz Paulo Sergio Brant de Carvalho Baliza, do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, concedeu liminar para suspender propaganda política em que a candidata a deputada federal Katia Sastre (PR) aparece atirando em um assaltante.

A representação foi ajuizada pelo PSOL após a peça da campanha da policial militar ter sido veiculada durante o horário político eleitoral gratuito de terça-feira (4) com a cena de uma tentativa de assalto em uma escola de Suzano (SP) na qual Katia aparece reagindo ao assalto e atirando no ladrão.

As imagens foram gravadas pela câmera de segurança da instituição.

Para o partido, ao se autopromover com o conhecido episódio e explorar a “cena de violência brutal e explícita que culminou com uma morte”, a candidata incitou a violência e um comportamento de reação individual em situações de conflito.

De folga, a PM Kátia da Silva Sastre tinha ido buscar a filha. Em segundos, ela decide sacar a sua arma e atirar. São três disparos que atingem o homem, que cai, é rendido, mas não resiste aos ferimentos e morre.

 

Adaptado da fonte Cláudio Tognolli

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...