Três anos depois de lei, 70% das domésticas estão na informalidade


Três anos depois de lei, 70% das domésticas estão na informalidade