- PUBLICIDADE -

TRF-4 mantém pena de 17 anos de Lula no caso do sítio de Atibaia

Lava Jato reforça pedido de condenação para Lula no caso do sítio em Atibaia
- PUBLICIDADE -

Esta é a segunda sentença em segundo grau de Lula nos processos da Lava Jato, em Curitiba.

Os desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negaram os recursos apresentados pela defesa do ex-presidente Lula da Silva (PT) no caso do sítio de Atibaia.

Eles mantiveram a sentença proferida pela corte em novembro do ano passado, de 17 anos e 1 mês de prisão, em regime fechado.

Esta é a pena mais pesada imposta pela operação “Lava Jato” ao petista.

Lula foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do sítio de Atibaia. O recurso buscava reverter aspectos desta sentença.

O julgamento desta quarta (6) foi concluído no plenário virtual do TRF-4. A análise do caso começou na última semana passada, destaca o portal Terra.

Em primeira instância, Lula foi sentenciado no caso do sítio de Atibaia em fevereiro de 2019 pela 13.ª Vara Federal em Curitiba.

Ele é acusado de receber R$ 1 milhão em propinas via reformas do sítio de Atibaia, que está em nome de Fernando Bittar, filho do amigo de Lula e ex-prefeito de Campinas, Jacó Bittar.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -