TRF-4 nega recurso de Lula em processo sobre propina da Odebrecht

O TRF-4 rejeitou nessa quarta-feira (07) recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A intenção dos advogados do petista era suspender decisão do juiz Sérgio Moro que permitiu anexar ao processo dados da Suíça sobre o sistema Drousys, que seria usado pela Odebrecht para gerenciar pagamentos de propina.

Você pode ler na íntegra a decisão do Tribunal Regional da 4ª Região clicando AQUI.

De acordo com informações do Poder 360:

A movimentação ocorre no processo em que Lula responde por supostas vantagens ilegais pagas pela Odebrecht, como o pagamento do aluguel de 1 apartamento vizinho ao dele em São Bernardo do Campo e 1 novo terreno para o Instituto Lula.

O desembargador João Pedro Gebran Neto justificou o voto dizendo que a inclusão das informações corrobora com o objeto de outro recurso movido pela defesa, sobre falsidade dos dados da Odebrecht, dentro do mesmo processo.

No voto, Gebran disse que “a decisão de Moro tem por objetivo a busca da verdade, o que seria de interesse de todas as partes, e que a apuração do material para verificar a existência ou não de falsidade seria de interesse da própria defesa”.

Os advogados de Lula ainda não comentaram a decisão.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *