Tribunal da França condena três homens por ataque antissemita

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O trio de criminosos agrediu casal e estuprou mulher durante um assalto em 2014. Segundo promotoria, vítimas foram escolhidas porque eram judeus.

Um tribunal da França condenou na sexta-feira (06) três criminosos que cometeram um ataque antissemita que provocou ultraje no país em dezembro de 2014.

Na ocasião, eles invadiram um apartamento em Creteil, um subúrbio de Paris, e atacaram um casal de jovens judeus que estava no local. Eles roubaram o casal e estupraram a mulher.

Dois dos acusados, Abdou Salam Koita, de 26 anos, e Ladje Haidara, 23, estavam no tribunal quando o veredicto foi divulgado. Eles foram presos pouco depois do crime.

Houssame Hatri, de 22 anos, que gritou insultos antissemitas durante o ataque e chegou a dizer às vítimas que elas deveriam ser “mortas com gás”, continua foragido. Ele foi condenado in absentia.

O trio foi sentenciando a penas de prisão que variam entre oito e 16 anos pelo tribunal de Val-de-Marn.

 

Com informações da DW

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.