Tribunal do Iraque condena irmã do líder do Estado Islâmico à morte

Um tribunal do Iraque condenou à morte a irmã do líder do grupo terrorista Estado Islâmico, acusada de terrorismo e de dar apoio logístico e financeiro aos jihadistas.

O porta-voz do Supremo Conselho Judicial do Iraque, Abdul-Sattar Bayrkdar, disse hoje (08) em comunicado que a irmã de al-Baghdadi foi considerada culpada de “oferecer apoio logístico e ajudar os militantes do EI na realização de atos criminosos”.

Bayrkdar disse ainda que a mulher, cujo nome não foi divulgado, também foi considerada culpada de “distribuir dinheiro” aos militantes do EI em Mossul, uma cidade que esteve controlada pelo Estado Islâmico durante mais de três anos, desde meados de 2014.

Segundo o porta-voz, o marido desta mulher também já tinha sido condenado à morte anteriormente por ser membro do EI.

O Iraque declarou vitória sobre o grupo terrorista em dezembro de 2017, depois de expulsar os militantes espalhados pelo norte e centro do país. Centenas de mulheres, incluindo estrangeiras, foram presas nestas operações.

 

Com informações de: [DN]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *