Português   English   Español

Trump acusa Arábia Saudita de mentir sobre morte de jornalista

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Comentário do presidente veio após sauditas prenderem dezoito pessoas. Ministro diz não saber onde está o corpo.

O presidente americano Donald Trump acusou a Arábia Saudita de mentir sobre a morte do jornalista Jamal Khashoggi, no comentário mais forte que ele fez sobre o assunto.

“Obviamente, houve decepção e mentiras”, disse o presidente em entrevista ao Washington Post publicada na noite de sábado (20), sobre as mudanças de considerações fornecidas por Riad.

Assim, Trump mudou sua posição de que a última explicação da Arábia Saudita sobre a morte do jornalista dentro de seu consulado em Istambul era crível, mas disse que ainda confiava na liderança do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman.

Os funcionários sauditas afirmaram originalmente que Khashoggi, que entrou na embaixada em 2 de outubro, saiu ileso, antes de anunciar no sábado que ele morreu dentro do edifício durante uma briga.

O ministro saudita das Relações Exteriores, Adel al-Jubeir, afirmou neste domingo (21) que não sabe onde está o corpo do jornalista Jamal Khashoggi e chamou sua morte de “um grande erro”.

A relação entre Washington e Riad “resistirá” a esta questão, disse o chefe da diplomacia saudita de Riad em entrevista à Fox News, antes completar que o príncipe Mohamed Bin Salman não foi informado sobre a operação, não autorizada pelo regime.

Trump, no entanto, ressaltou a importância do relacionamento entre os Estados Unidos e a Arábia Saudita para os objetivos estratégicos regionais de Washington. Ele descreveu o príncipe de 33 anos, conhecido como MBS, como “uma pessoa forte, ele tem um controle muito bom”.

“Ele é visto com uma pessoa que pode manter as coisas sob controle”, acrescentou o presidente. “Eu digo isso de uma maneira positiva.”

 

Adaptado da fonte Veja

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...