- PUBLICIDADE -

Trump ameaça OMS com suspensão das contribuições dos EUA

- PUBLICIDADE -

EUA são os maiores contribuintes para o orçamento da OMS. Trump acusa a organização de ser alinhada à China.

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, ameaçou a Organização Mundial da Saúde (OMS), nesta terça-feira (7), com a suspensão das contribuições financeiras do país à entidade.

Durante coletiva de imprensa na Casa Branca, Trump esclareceu, no entanto, que essa não será uma medida tomada de forma imediata.

O mandatário norte-americano seguiu acusando a OMS de ser alinhada à China e de sugerir “ações equivocadas” durante o início da pandemia do novo coronavírus.

“Eles disseram que estava errado. Eles erraram na avaliação”, disse Trump, em referência às críticas que os EUA sofreram por suspender entrada de voos da China logo no início da crise de saúde.

Para o ano fiscal de 2020, o Congresso autorizou o pagamentos de US$ 123 milhões à OMS.  

Para o ano seguinte, a proposta da Casa Branca é reduzir esse valor para US$ 58 milhões, de acordo com planos divulgados em fevereiro, destaca O Globo.

Antes da declaração sobre o possível corte no financiamento da OMS, Trump já havia acusado, em postagens no Twitter, a OMS de ser muito favorável à China.

“A OMS realmente estragou tudo. Por alguma razão, largamente financiada pelos Estados Unidos, mas muito centrada na China. Vamos dar uma boa olhada nisso. Felizmente, rejeitei o conselho deles de manter nossas fronteiras abertas à China desde o início. Por que eles nos deram uma recomendação tão defeituosa?”, disse Trump, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -