Trump anuncia concessão de perdão a comentarista conservador D’Souza

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (31) que concederá um perdão total ao comentarista conservador Dinesh D’Souza, que em 2014 foi condenado a cinco anos de condicional por ter violado leis federais de campanha.

“Concederei um perdão total a Dinesh D’Souza hoje. Ele foi tratado muito injustamente pelo nosso governo!”, disse Trump no Twitter.

De acordo com informações da Reuters Brasil:

D’Souza, de 53 anos, admitiu em maio de 2014 que reembolsou ilegalmente dois “doadores falsos” que ofereceram 10 mil dólares cada para a campanha fracassada de Wendy Long, uma republicana que ele conhece desde que estudou na Faculdade de Dartmouth no início dos anos 1980, ao Senado de Nova York em 2012.

À época, o governo disse que uma pena de prisão de 10 a 16 meses era apropriada para D’Souza e necessária para desencorajar outras pessoas a abusarem do processo eleitoral, inclusive “indivíduos abonados que são tentados a usar seu dinheiro para ajudar outros candidatos”.

O caso contra D’Souza, um crítico do ex-presidente democrata Barack Obama, levou alguns conservadores a acusarem o governo de processar de forma seletiva. Preet Bharara, na ocasião procurador de Manhattan e encarregado do caso, era um indicado de Obama.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.