Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Surpreendendo críticos e aliados, Trump cogita controle de armas

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, indicou em reunião com congressistas na Casa Branca nessa quarta-feira (28) que está disposto a apoiar leis que ampliem o controle de armas no país, apesar da oposição de políticos e lobistas americanos.

A reunião foi acompanhada pela imprensa e transmitida ao vivo por algumas emissoras de televisão. Os congressistas convidados pela Casa Branca para debater o tema pareciam perplexos e se entreolhavam.

A declaração surpreendeu críticos e aliados e contradiz o que o presidente republicano vinha dizendo desde o massacre em escola de Parkland, na Flórida, no dia 14 de fevereiro.

De acordo com informações da DW:

O presidente surpreendeu ao adotar posições contrárias às da Associação Nacional do Rifle (NRA), o poderoso lobby das armas, que financia campanhas de diversos políticos no país, durante encontro na Casa Branca com um grupo de congressistas republicanos e democratas. Trump acusou alguns deles de terem medo da NRA. “Alguns de vocês estão petrificados e não podem estar”, afirmou o presidente, dizendo-se disposto a desafiar o lobby das armas em alguns pontos.

Ele sugeriu aumentar de 18 para 21 anos a idade mínima para comprar fuzis semiautomáticos, como o utilizado no tiroteio em Parkland, proposta à qual a NRA se opõe. O presidente também expressou apoio à ampliação das verificações de antecedentes dos compradores de armas e à proibição das vendas dos chamados dispositivos bump-stock, que transformam armas em metralhadoras.

Trump sugeriu que, em vez de aprovar diversas leis sobre o tema, o ideal seria elaborar uma medida legislativa única que abordasse vários dos problemas relacionados com os frequentes tiroteios ocorridos em escolas.

A mudança no posicionamento do presidente causou espanto. Em um certo momento da reunião, segundo informações da Gazeta do Povo, Donald Trump disse que os congressistas tinham medo da Associação Nacional do Rifle (NRA):

Entre as sugestões expostas por Trump, estão o aumento da idade mínima para comprar armas, o reforço da checagem de histórico e um sistema de classificação indicativa para videogames.

“Vocês têm medo da NRA”, afirmou Trump aos congressistas, em referência à Associação Nacional do Rifle, maior lobby pró-armas do país e tradicional patrocinador de campanhas eleitorais. “Eu não ligo para quem sustenta vocês. Vocês serão mais populares se fizerem algo.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM