- PUBLICIDADE -

Trump não precisa do Congresso para estipular pena de morte a traficantes

- PUBLICIDADE -

Presidente dos Estados Unidos pretende tirar do limbo lei assinada por Bill Clinton, em 1994, nunca colocada em prática por ser considerada “severa demais”.

Quem assistiu com ceticismo ao anúncio do presidente Trump, na semana passada, de que a pena de morte passaria a ser utilizada contra traficantes de drogas, como forma de inibir a difusão dessas substâncias, principalmente opioides, saiba que ele não está brincando.

Leis aprovadas em anos anteriores, principalmente em uma reforma penal feita em 1994 e sancionada pelo ex-presidente democrata Bill Clinton, consideram legal aplicar a pena capital a traficantes de drogas em algumas circunstâncias. Acontece que o país, simplesmente, não aplica essas leis, por uma série de motivos – e Trump parece estar decidido a fazer de tudo para que esse cenário mude.

Em um memorando enviado a promotores de Justiça dias depois do anúncio, o procurador-geral Jeff Sessions pediu aos seus colegas que sejam “duros com o crime” responsável pela epidemia de drogas, principalmente pela distribuição de opioides (drogas contra a dor que podem levar à dependência, como analgésicos, mas também heroína e fentanil), que causou a morte de 64 mil americanos em 2016.

Leia mais sobre a lei de 1994 no site da Gazeta do Povo
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -