Trump critica procurador-geral por não investigar espionagem de Obama

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lançou nesta quarta-feira (28) novas críticas contra o procurador-geral, Jeff Sessions, por considerar vergonhoso seu procedimento para investigar abusos dos serviços de inteligência durante a administração Obama.

A crítica de Trump foi feita pelo Twitter na manhã desta quarta-feira:

Por que Jeff Sessions está pedindo ao Inspetor Geral para investigar um possível abuso do FISA? Nunca terminará, não tem nenhum poder judicial e já está atrasado com relatos sobre Comey, etc. O Inspetor Geral não foi escolhido por Obama? Por que não advogados do Dep. de Justiça? VERGONHOSO!

Aprovada há 40 anos, a lei FISA (Foreign Intelligence Surveillance Act) exige que investigadores do departamento de Justiça apresentem a um magistrado federal elementos comprobatórios – que permitam supor, por exemplo, que um indivíduo trabalhe clandestinamente para uma potência estrangeira – a fim de ter o direito de colocar essa pessoa sob escuta.

No entanto, conforme comprovado no memorando confidencial tornado público semanas atrás pelo Comitê de Inteligência do Congresso, a administração Obama obteve autorizações FISA para espionar a campanha de Donald Trump utilizando um dossiê falso financiado pelo partido democrata e pela campanha de Hillary Clinton.

Em um breve comunicado, o procurador-geral Jeff Sessions reagiu com firmeza, destacando, sem mencionar diretamente o tuíte do presidente, que enquanto ocupar o cargo, continuará cumprindo seu dever “com honra e integridade”.

Este Departamento continuará fazendo seu trabalho de maneira justa e imparcial, respeitando a lei e a Constituição”, acrescentou.

Com informações de: [IstoÉ]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.