Português   English   Español
Português   English   Español

Trump deportou menos imigrantes ilegais que Obama

Trump deportou menos imigrantes ilegais que Obama
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Uma economia vigorosa era uma das promessas de campanha de Trump em 2016 e, até agora, ele está cumprindo. O mesmo, porém, não pode ser dito sobre seu compromisso em conter a imigração ilegal.

A Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) deportou mais imigrantes neste ano fiscal do que nos anteriores do governo Donald Trump, mas o número ainda não alcança as taxas de deportação do início do governo Barack Obama.

As informações estão contidas em um relatório do Departamento de Segurança Interna dos EUA divulgado pelo site de notícias Axios na última sexta-feira (21). O jornal Gazeta do Povo publicou uma reportagem sobre o assunto.

No governo Obama, o total de deportações foi de mais de 385 mil por ano fiscal entre 2009 e 2011, com o auge em 2012, com 409 mil deportações. Os números caíram e ficaram abaixo de 250 mil em 2015 e 2016.

No governo Trump, as deportações pelo ICE caíram para cerca de 226 mil no ano fiscal de 2017, depois subiram para mais de 250 mil em 2018. A taxa mais alta durante o governo Trump é de cerca de 282 mil neste ano fiscal – até o momento, faltando quatro meses para o fim do período.

Desde sua campanha em 2016, Trump tem prometido repetidamente deportar milhões de imigrantes vivendo ilegalmente no país.

Na última semana, o chefe da Casa Branca anunciou que daria início a um processo para “remover milhões de imigrantes ilegais que chegaram ilicitamente aos EUA”.

“Eles serão removidos tão rapidamente quanto eles chegaram”, disse Trump, na semana em que anunciou oficialmente à sua candidatura à reeleição de 2020.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!