- PUBLICIDADE -

Trump diz que a imprensa faz parte do ‘partido radical de esquerda’

Trump diz que a imprensa faz parte do 'partido radical de esquerda'
- PUBLICIDADE -

“É uma associação doentia e muito patética”, disse Trump sobre a aliança entre velha imprensa e o partido Democrata.

O presidente norte-americano, Donald Trump, criticou a mídia tradicional dos Estados Unidos, nesta sexta-feira (19), por dar um destaque exagerado aos cânticos que seus seguidores usaram durante um comício contra uma congressista muçulmana nascida na Somália.

Alinhada à extrema esquerda norte-americana, a congressista democrata Ilhan Omar foi alvo das palavras de ordem “mandem-na de volta” dirigida por apoiadores de Trump durante comício em Greenvile, na Carolina do Norte.

Trump acusou a imprensa de ter uma “associação doentia” com seus oponentes democratas:

“É impressionante como a Mídia Fake News enlouquece com os cantos de ‘mandem ela de volta!’, mas aceitam com total calma os comentários vis e desagradáveis feitos por três congressistas radicais de esquerda.”

Para Trump, os meios de comunicação tradicionais:

“Perderam totalmente sua credibilidade e, seja oficial, ou extraoficial, se converteram em parte do Partido Radical de Esquerda dos Democratas. É uma associação doentia e muito patética.”

Apesar da intensa repercussão dada pela imprensa, Trump disse não aprovar os gritos da multidão contra a deputada esquerdista.

“Não gostei de ouvir esses cantos. Não estou de acordo”, afirmou Trump, nesta quinta-feira (18), em declaração a jornalistas, como noticiou a Renova.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -