Trump diz que investigação sobre Rússia está ‘totalmente desacreditada’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Donald Trump afirmou nesta sexta-feira (15 ) que a investigação do procurador especial sobre um possível conluio entre Rússia e sua campanha na eleição presidencial de 2016 “está totalmente desacreditada”.

Em um incomum encontro informal com jornalistas nos jardins da Casa Branca, Trump declarou:

O problema com a investigação de Mueller é que todos têm conflitos de interesses. Ela está totalmente desacreditada.

O presidente dos Estados Unidos também citou o informe do inspetor-geral do Departamento de Justiça sobre o comportamento do ex-diretor do FBI James Comey.

Esse amplo relatório aponta que Comey ignorou normas do FBI na condução da investigação sobre o uso indevido que a ex-secretária de Estado Hillary Clinton fez de um servidor privado de e-mails.

O documento insiste em que o FBI está cheio de agentes que não escondem seu desprezo por Trump.

Segundo o documento de mais de 500 páginas, agentes do FBI estavam “dispostos a dar passos oficialmente para impactar” a campanha presidencial de Trump em 2016.

De acordo com informações da GaúchaZH:

Essa versão coincide com as constantes denúncias de Trump sobre a animosidade no interior do FBI, narrativa que se estende à investigação que o procurador especial Mueller lidera sobre o suposto complô com a Rússia.

Trump reitera que essa investigação não passa de uma “caça às bruxas” promovida por pessoas no FBI e no Departamento de Justiça que não aceitam a derrota eleitoral de Hillary.

Por isso, hoje, o presidente afirmou categoricamente ter certeza de que “a investigação de Mueller está completamente desacreditada”.

Trump retuitou a mensagem de um analista da rede Fox News, para quem “tudo o que Mueller está fazendo com sua investigação está manchado por agentes anti-Trump”.

“O informe do inspetor-geral fez um grande trabalho em mostrar que não fiz nada de errado. Não houve conluio (com a Rússia), não houve obstrução (da Justiça)”, insistiu.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.