Português   English   Español

Trump exige libertação de cristão americano preso na Turquia

O pastor americano Andrew Brunson está preso desde outubro de 2016 na Turquia.

Um tribunal da Turquia ordenou nesta quarta-feira (26) a prisão domiciliar de Andrew Brunson, que está sendo julgado por terrorismo e espionagem, informou a agência estatal turca Anatolia.

O pastor americano, que dirigia uma pequena igreja protestante em Esmirna, pode ser sentenciado a 35 anos de prisão. Seu processo foi aberto em 16 de abril, segundo informações do Diário Catarinense.

As autoridades turcas o acusam de agir em nome da rede do pregador Fetullah Gülen, a quem Ancara acusa de ser o mentor do suposto golpe militar de julho de 2016, mas também em nome do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Através do seu perfil pessoal no Twitter, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enviou uma alerta ao regime islâmico de Recep Tayyip Erdogan:

Os Estados Unidos irão impor grandes sanções à Turquia pelo longo período de detenção do Pastor Andrew Brunson, um grande cristão, homem de família e um ser humano maravilhoso. Ele está sofrendo muito. Este inocente homem de fé deve ser libertado imediatamente!

Deixe seu comentário

Veja também...